Sermão: “A Verdadeira Vida Cristã”
Por
              Samuel Carneiro Magalhães, Rev. Presbítero

Introdução

Movido há algum tempo em meu coração, a falar sobre a natureza da verdadeira religião e vida cristã, e depois de muito pensar e refletir consultando parte por partes cheguei a conclusão que a verdadeira religião e vida cristã, gira em torno de três coisas nobres e de um valor incontável, pois são coisas que são de valor eterno mais presente para nosso conforto neste lugar tão distante. Sem mais demora tencionarei a enumerar e explicar aquilo que Deus pelas Escrituras infundiu em meu coração.

I- A vida cristã verdadeira gira em torno da pregação.
II- A vida cristã verdadeira gira em torno da oração.
III- A vida cristã verdadeira gira em torno dos sacramentos.

Nossa época caracteriza-se pelo desprezo das coisas simples e tranqüilas, ela desconhece aquela antiga e firme religião pessoal que deu tanta segurança a antigas gerações cristãs passadas. Ela é movida por experiências abstratas (sem fundamento bíblico), movimentações excessivas (sempre tenho que está fazendo), pouco ou nenhum conhecimento das Escrituras, pregações emotivas e sem teor bíblico, e uma massa “evangélica” louca por prazer, bem estar, achando que podem manipular a vontade de Deus com votos e campanhas, e querendo sempre um céu aqui na terra, vivendo apenas para si mesmo, nunca lutando contra o pecado, sempre fugindo das coisas que são e buscando apenas aquilo que lhe possa estimular a sua constante, agravante e amável carnalidade. Mais para aqueles que realmente estão querendo ter uma vida cristã, santa e feliz e não sabem com clareza o que realmente é importante, estarei as ajudando com este sermão.

Oremos:

‘‘Esta é a hora de despertarmos do nosso sono, pois a noite já passou e um novo dia está diante de nós. E agora a nossa salvação está mais próxima de nós, pois a noite já passou e um novo dia está diante de nós. Portanto, rejeitamos as obras do mal e nos revestimos da armadura da luz. Pois que comunhão pode haver entre a luz e as trevas? Confiamos no Senhor Jesus Cristo e nele buscamos força. Porque a loucura de Deus é mais sábia que a sabedoria humana e a fraqueza de Deus é mais forte que a força do homem. Louvemos ao Senhor. Amém’’ (LOC IEAB, pág. 53).

I- A vida cristã verdadeira gira em torno da pregação.

·   A pregação é importante, pois ela é o meio a qual Deus escolheu para salvar os pecadores. (Aos Romanos 10:17)

·      A pregação é o meio a qual Deus deixou para o crescimento na graça e no conhecimento de Cristo, pois como dizia um antigo pai da igreja “nas páginas das Escrituras está o Senhor”.
·         A pregação é o meio pelo qual somos edificados, consolados e exortados. (1 Co 14:3)
·         Ela então é um meio instituído por Cristo (Mt 28: 19) para o nosso fortalecimento, pois na pregação a memória das coisas santas e sagradas (Is 62: 6-7) estará sempre presente nas nossas mentes queimando em nossos corações (Lc 24: 32). Mais infelizmente em nossos dias existe uma verdadeira escassez da verdadeira pregação, pois ela tomou dimensões humanísticas e não cristocêntrica.


Darei agora algumas razões por que a pregação tem sido desprezada em nossos dias.

1.    A maioria dos homens tem tentado tornar o Evangelho adaptável para esta massa carnal que busca apenas dinheiro, fama, sucesso e promiscuidade.
2.    Falta uma boa teologia para nossos pregadores, por isso eles estão sido arrastado por todo e qualquer vento.
3.    Não consegue entende a importância da pregação, por isso não estuda e se prepara.
4.    Nossa geração de cristãos não gosta de doutrina, se contenta com qualquer coisa por isso a maioria dos pregadores não são pressionados a aprender mais.

O que a ausência de boa pregação tem deixado em nossas igrejas?

1.    Falta de conversões genuínas, ou seja, muito bode e poucas ovelhas.
2.    Entretenimento para manter estes bodes na igreja (shows, jograis, jogos de luzes).
3.  Humanismo. “O homem toma o lugar de Deus na igreja, e tudo que se faz na igreja é para glória do homem.”
4.    Falta de frutos “dignos de arrependimento”. (santidade)
5.    A igreja perdeu seu valor sagrado para o mundo e, é vista apenas como mais uma religião sem poder, pois ele “perdeu o poder de Deus para a salvação, que é o evangelho”. (Romanos 1: 16)
6.    Perca da verdadeira adoração, pois sem a “boa pregação os homens não são mais tocados a ver a sua miséria diante de um Deus Santo.” (Is 6: 1-7; Gn 28: 10-16; Ap 4. 10-11).

Oremos irmãos para que possamos:
       
1.    Ter prazer em ouvir a palavra do Senhor.
2.    Para que Deus nos der bons pregadores que saibam expor com clareza e fervor a sã doutrina.
3.    Para que possamos aplicar em nossas vidas aquilo que aprendemos, para que a igreja de Cristo possa ser conhecida como “O povo que carrega no coração e nos lábios as palavras do Senhor.”
        
            Oh irmãos não se iludam! A pregação é essencial assim como o alimento para o faminto, a água para o sedento e o ar para o que se afoga, labutemos e nos esforcemos para ir à casa do Senhor ouvir as riquezas do seu conselho. A pregação mantém um cristão aceso, ela é  como o sol para o universo, pois dela vêm a luz de Deus para iluminar este mundo perdido em densas e negras e perigosas trevas. E você pecador como pode se sentir seguro quando você ainda não conhece as verdadeiras Palavras  do Senhor? Como podes dormir hoje sem a segurança do Evangelho? Oh, amigo(a) continue vindo a este lugar para que você conheça o Senhor através da pregação. Lembre-se “ignorar as Escrituras é ignorar o próprio Cristo”.


II- A vida cristã verdadeira gira em torno da oração.

A oração é a sabia providência que Deus institui para seu povo. Na oração acontece dois movimentos:

1.    O pecador cansado é quebrantado, em Cristo, chega até Deus para entrar naquele estado de graça que Adão primeiro perdeu. (O publicano da parábola).

2.    Deus em Cristo recebe o pecador com amor, infundido em seu coração, graça.

Sendo assim, posso dizer que na oração nós vemos o que somos, pecadores e fracos; mas vemos também quem Deus é: Misericórdia e Justiça.

1.    Deus nunca usou um homem que não foi um homem de oração.
2.    Deus só conta com pessoas de oração.
3.    Não podemos nos tornar cristãos maduros sem oração.
4.    Não podemos mortificar nossos pecados sem oração.
5.    Não podemos dizer que conhecemos a Deus sem oração.

Por que nossos crentes não estão orando?

1.    Um coração morto. (Quem não ora ainda está morto.)
2.    Falta de disciplina. (Quem não se esforça não aprendeu a “remir o tempo”).
3.    Falta de sede por Deus.
4.    Mundanismo.          
                        
 Efeitos de uma igreja que não ora:

1.    Pecados excessivos.
2.    Cultos sem Deus.
3.    Aumento de atrações carnais.
4.    Ausência de conversões solidas e permanentes.
5.    Sem impacto no bairro, na comunidade, no país.
6.    Heresias.
7.    Sem interesse por missões.

Efeitos de uma igreja que ora:

1.    Santidade. (“quem ora para de pecar, mais quem não ora vive pecando.”)
2.    Cultos maravilhosos,
3.    A pregação no centro,
4.    Conversões genuínas,
5.    Impacto na sociedade (pesquise a abolição da escravatura na Inglaterra, por exemplo),
6.     Sã doutrina,
7.    Um povo missionário (moravios, metodistas, calvinistas do séc. XVIII).

III- A vida cristã verdadeira gira em torno dos sacramentos.

Temos duas ordenanças que Cristo nos deu: Santa Ceia e Batismo.

1.   Quando celebramos a Santa Ceia no domingo, temos constantemente em nossos olhos a memória daquilo que Cristo fez por nós para o preço da redenção, como estávamos perdidos “mais ele nos deu vida estando nós mortos em nossos pecados.” Ou seja, todo crente verdadeiro é fortalecido quando participar do corpo e do sangue do Senhor, a salvação torna-se preciosa aos seus olhos e ele espera a consumação dos séculos para participar junto com O Senhor em sua mesa.
                                             
2.    Quando somos batizados ou vemos algum batismo, lembremos que ele morreu por nós e “desceu até as profundezas do sofrimento para nossa salvação morrendo por nós... e nós devemos morrer para o pecado a cada dia assim como ele morreu... e assim como ele venceu o pecado, ressuscitando dos mortos pelo poder soberano de Deus, nós também depois da morte para o pecado devemos andar como vivos, no poder de Deus... aguardando nosso Senhor nos levar para o seu santo Reino.

3.    Então a Religião do crente verdadeiro consiste em amar, participar e entender os sacramentos, e ver ali neles, no que a verdadeira religião consiste nestes símbolos santos.
   
       Conclusão:

A Verdadeira religião cristã está contida nestas três coisas e quem dar valor a elas com certeza chegará ao céu, são coisas simples mais de valor incalculável para aqueles que querem chegar a Sião por este bom, testado e aprovado Caminho. Que Deus nos ajude a andar por eles e receber “graça sobre graça.”

Oremos assim

Deus todo-poderoso, cujo Filho, nosso Salvador Jesus Cristo,
É a Luz do mundo, concede que teu povo, iluminado por tua
Palavra e fortalecido pelos sacramentos, brilhe com o
Resplendor da glória de Cristo, para que ele seja conhecido,
Adorado e obedecido até os confins da terra; pois ele vive e
Reina contigo e com o Espírito Santo, um só Deus agora e
Sempre. Amém. (LOC IEAB, pág. 148.)

PERMISSÕES: Você está autorizado e incentivado a reproduzir, distribuir ou divulgar este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério, e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.


Samuel Magalhães


Avatar
Samuel Carneiro Magalhães é militar lotado na Marinha do Brasil, Enfermeiro e terapeuta holístico. Tem Graduação em Teologia pela Universidade Luterana do Brasil. É também graduado em Enfermagem pelo Instituto de Ensino Superior de Minas Gerais com aperfeiçoamento em Reiki I e II, fitoterapia e em Florais de Bach. Além de Ensino Profissional de nível técnico, complementação técnica em Enfermagem.