“Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas. Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação. Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes. E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.” (Malaquias 3:8-11)
O que a bíblia fala sobre o dízimo? Qual a relação do dízimo com o Novo Testamento? Devemos dar dízimos e ofertas ou só ofertas? Devemos ser dizimistas? E Malaquias 3:10? Nós ainda não havíamos tratado desse assunto, bom esta é a primeira postagem, se houver dúvidas escrevas nos comentários.
No vídeo abaixo, Augustus Nicodemus expondo o livro de Malaquias fala sobre a questão do dízimo. A posição dele é bem equilibrada e representa o nosso pensamento sobre o assunto.


Augustus Nicodemus
 Augustus Nicodemus É bacharel em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Norte, em Recife, mestre em N. Testamento pela Univ. Cristã de Potchefstroom, na África do Sul, e dr. em Hermenêutica e Estudos Bíblicos pelo Seminário Teológico de Westminster, na Filadélfia (EUA), com estudos adicionais na Univ. Reformada de Kampen, na Holanda. Atualmente, é pastor da 1ª Igreja Presbiteriana de Goiânia.