O Antinomianismo e a Sua Influência na Igreja

Por: Samuel de Magalhães


1.1 O Problema do Antinomianismo.

Os antinomianos[1] ensinavam que Cristo aboliu toda lei, e por isso não havia mais necessidade de cumprir a Lei Moral, pois agora estaríamos debaixo de uma graça tão grande que a obediência seria anulada, consequência de uma supervalorização da doutrina da justificação pela fé desassociada do correto ensino da doutrina de Santificação[2].

1.2 Paulo Combate Este Ensino.

Paulo combateu este conceito que se infiltrava na igreja; talvez alguém estivesse pensando “pecaremos, pois não estamos debaixo da lei e sim da graça?” a resposta é bem categórica “de maneira nenhuma” (Rm 6:15 alusão), pois a graça não nos foi dada para pecarmos com prazer, mais porque estamos na graça é que a Lei não é necessária, pois  agora não obedecemos por mandamento, mas porque temos prazer em obedecer pela graça[3], não por lei  “o pecado não vos dominará porque não estão debaixo da lei e sim da graça” (Rm 6:14), o caminho de Jesus é um caminho de obediência, por isso devemos ir contra os antinomianos que despreza os mandamentos querendo usar a graça como desculpa para o pecado.

1.3 Qual é a Lei Que Não Devemos Obedecer?

Cristo aboliu a lei dos sacrifícios, não é mais necessário matar bois, ovelhas, carneiros, pombos, pois tudo isso era apenas símbolos que se cumpriram em Cristo, o Perfeito Sacrifício. O crente não tem compromissos com esta lei, esta realmente foi abolida, pois eram apenas “sombras de Cristo”. Porém, Cristo de maneira nenhuma aboliu a Lei Moral, pelo contrário ensinou seu valor no Sermão da Montanha (Mt 5–7) expondo todas as suas implicações de maneira tão clara que “todos se admiravam de sua doutrina”!

1.4     A Igreja Evangélica Têm Falhado em Ensinar a Lei Moral.

A herança do antinomianismo permanece na igreja de forma indireta, podemos perceber que a Lei Moral e o seus princípios de uma forma generalizada não têm sido ensinada de maneira clara, pois querendo mostrar o valor da graça acabam esquecendo-se do valor da lei. Onde não há lei, não a pecado! O Ser humano passa então a ser guiado pelo seu “coração”, por aquilo que ele acha ser “certo”, sendo que não há mais certo ou errado, tudo é válido.
Qual foi a última vez que você ouviu alguém ensinar não mate (ódio pelo próximo, vingança, mal pelo mal), não roubarás (o troco a mais no supermercado, o CD pirata, o não dizimar), não cobiçaras (a inveja, buscar aquilo que não é seu) tudo isso faz parte da Lei Moral e isso não foi abolido.

1.5 Antinomianismo Gera a Graça Barata.

Dietrich Bonhoeffer deixa bem claro que a graça envolve “um convite de Deus para obedecer aos mandamentos de Jesus (Discipulado)” e agora ele faz uma denúncia a algo que ele definiu como graça barata. Que é a graça barata?

a) Oferecer perdão de Deus sem pregar o arrependimento (metononia). “Graça barata é a pregação do perdão sem arrepedimento”.
b) Evangelho sem disciplina para aqueles que se batizarão e vivem na prática constante do pecado. “é o batismo sem a disciplina comunitária, e a Ceia do Senhor sem confissão de pecado”.
c) A graça barata é a ausência de responsabilidades pessoais com Cristo “graça sem discipulado”, ou seja, um cristo morto que me deixe viver no lixo do pecado “graça sem Jesus vivo”.

d) Evangelho Sem sua Essência: A Cruz de Cristo - “graça sem cruz”.

Conclusão

Diante de tudo isso é relevante o estudo da lei, pois temos muitos princípios a aprender com ela, ignorar a lei é dizer que a vontade de Deus não é importante. Dietrich Bonhoeefer, Teólogo Luterano em seu livro "Discipulado", escreve: “apenas podemos dizer que temos fé nele se o obedecemos, pois só é obediente quem crê, e só crê quem obedece”. Semelhantemente, São Tiago escreveu: “Você diz que têm fé, então me mostre tua fé pelas tuas obras, pois fé sem obras é morta”. Neste mundo de relativismo moral, existe o desprezo pelos mandamentos (valores absolutos), porém como povo de Deus não devemos ceder estas pressões, pois Jesus deixou bem claro : “quem me ama guardará os meus mandamentos”. 



1-Bíblia Sagrada, Almeida 1995. Sociedade Bíblica do Brasil.
2-Dietrich Bonhoeefer, Discipulado. São Leopoldo. Editora Sinodal/Est.2009.
3-Antônio Housais, Dicionário. Editora objetiva, 2007. Versão eletrônica.
4.Roberth South, sermão acerca de Adão.
     



[1] Doutrina luterana de João Agrícola (1494-1566) que, em nome da supremacia da fé e da graça divina, prega a indiferença para com a lei; antinomismo. (Housais)
[2] Acerca dessas diferenças recomendo a leitura do Livro Santidade, De John Charles Ryle, bispo anglicano do século XVIII de Liverpool, Inglaterra, principalmente o último capitulo.
[3] Nesta nova aliança de graça, a Lei Moral estaria não nas pedras, mas sim escrita em nosso coração pela obra do Espirito Santo, como era no principio em Adão Primeiro (vide: Jeremias 31.31-33).



PERMISSÕES: Você está autorizado e incentivado a reproduzir, distribuir ou divulgar este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério, e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.


Samuel Magalhães


Avatar
Samuel Carneiro Magalhães é militar lotado na Marinha do Brasil, Enfermeiro e terapeuta holístico. Tem Graduação em Teologia pela Universidade Luterana do Brasil. É também graduado em Enfermagem pelo Instituto de Ensino Superior de Minas Gerais com aperfeiçoamento em Reiki I e II, fitoterapia e em Florais de Bach. Além de Ensino Profissional de nível técnico, complementação técnica em Enfermagem.

PUBLICIDADE E COMENTÁRIOS


0 Comentários