“Saibam, os que nos condenam, muitos deles ex-terroristas e ex-guerrilheiros, hoje ocupando altos postos da república, e que jamais defenderam ideais democráticos, que nossa paz teve um preço. Ela é um legado daqueles que cumpriram sua missão e não fugiram ao dever, nem à luta.” (General Augusto Heleno)

Um dos poucos militares que ainda dignificavam a farda de um comandante pelo rigor no exercício de suas atribuições, o general Augusto Heleno, depois de proibido de fazer uma palestra – “A Contrarrevolução que salvou o Brasil” –, entrou para a reserva.

Infelizmente o general Augusto Heleno, embora não tenha pactuado com a transformação das Forças Armadas em reféns dos comunistas e sindicalistas que as dominaram de forma definitiva durante os desgovernos petistas, não teve a iniciativa – ou a coragem patriótica – de se unir aos seus companheiros insatisfeitos com a absurda degeneração moral do país transformado em Paraíso dos Patifes, para dizer NÃO à mutação petista na direção de uma ditadura civil fascista.

Nesse mesmo clima de humilhação das Forças Armadas veio uma ordem do Covil de Bandidos para que fosse cancelada uma solenidade de militares para comemorar o dia 31 março de 1964. O direito à lembrança pública desse movimento digno e libertador foi enterrado de forma definitiva, coincidindo com o início de uma série de programas contra as Forças Armadas, que serão exibidos em uma rede de televisão, cujo dono permitiu que seu braço financeiro provocasse um rombo de alguns bilhões no sistema.

Depois dos elogios em um programa da TV Globo para um canalha-porco-assassino de milhares de pessoas – “Che” –, agora vão ser glorificados os terroristas que lutaram contra o Regime Militar no Brasil.

Já sabemos que essa série de programas terá o único objetivo de elevar à condição de gente digna os terroristas que assassinaram mais de cem civis durante o Regime Militar e acabaram por transformar o país no Paraíso dos Patifes durante a Fraude da Abertura Democrática. Os canalhas comunistas estão gritando para as Forças Armadas: AGORA VOCÊS TERÃO QUE NOS ENGOLIR! Os “nossos” não fedem pois pagam seus perfumes com o dinheiro dos contribuintes.

A Fraude da Abertura Democrática chega ao seu estado da arte com a formalização pública do cancelamento da dignidade e da honra das Forças Armadas do País.

Saibam todos os jovens que aspiram uma carreira militar o que o futuro lhes preserva: uma subordinação comunista aos responsáveis por uma fraude de movimento político que transformou nossos sonhos de liberdade e democracia em um domínio de um regime civil fascista declaradamente corrupto e prevaricador.

Os soldados e oficiais do presente-futuro não serão treinados para defender a Constituição nem o país de agressões externas, mas sim, prioritariamente, para defender o desgoverno fascista da insatisfação e da revolta da sociedade com a transformação do país em um Paraíso de Patifes: suas armas serão apontadas para os civis que ousarem desafiar o projeto de poder perpétuo do Retirante Pinóquio que irá retornar ao comando do país em 2014 – junto com José Dirceu, aquele acusado com provas marcantes, por um Procurador Geral da República, de ser o chefe da gang dos 40, mas, agora, elevado publicamente à condição de respeitado cidadão por uma apresentadora de televisão, aguardando ser inocentado dos seus crimes pelo STF ou pela prescrição das acusações.

Ao mesmo tempo em que é anunciado pelo presidente do Banco Central o descontrole macroeconômico do país, a dívida pública afunda na direção da falência do Estado, o endividamento da sociedade chega a níveis criminosos, o processo educacional traz à tona suas mais marcantes características do subdesenvolvimento e do atraso e  miséria cultural, e o Ministro da Saúde declara publicamente o estado de calamidade em que se encontra a saúde pública, o desgoverno fascista da presidente Dilma mostra de forma inequívoca que o país está sob um comando ditatorial em cumplicidade com os apodrecidos poderes da República: o poder Legislativo que se transformou em uma base única de apoio ao poder Executivo, e o poder Judiciário, que acaba de humilhar também a sociedade permitindo que as fichas-sujas assumam seus postos – incluindo um bandido procurado pela Interpol – , e ainda prepara a absolvição da gang dos 40 permitindo a criminosa prescrição de sua mais grave acusação.

A festa da absolvição da gang já está sendo preparada e, provavelmente, será paga com os cartões de crédito corporativos.

Que a sociedade brasileira saiba pagar regiamente o preço de sua covardia diante de um poder público transformado em um covil de traidores do país e de bandidos durante a Fraude da Abertura Democrática.

Que a sociedade brasileira saiba pagar regiamente o preço de estar presenciando, sem qualquer reação, as vergonhosas humilhações que estão sendo impostas às Forças Armadas, que em 31 de março de 1964 disseram não, com o apoio de toda a sociedade da época, para a implantação do comunismo genocida no país.

As marcantes consequências da administração petista-lesa-pátria já não permitem as sistemáticas e recorrentes mentiras que enganam os milhões de vítimas da miséria educacional e cultural: o atraso econômico e social, a degeneração moral das relações público-privadas, e a extorsão da sociedade por uma burguesia comuno-sindical sórdida, são alguns dos muitos fatos que consolidam o poder criminoso da união dos canalhas esclarecidos públicos e privados com o desgoverno fascista da presidente Dilma.

A fantasia da distribuição irresponsável e inconsequente das bolsas qualquer coisa para comprar votos em três sucessivos estelionatos eleitorais, da farra do crédito a perder de vista, o contingenciamento da renda dos aposentados a dívidas incentivadas pela propaganda do governo, o incontrolável suborno dos canalhas esclarecidos e de instituições privadas, o aparelhamento e a transformação do Estado em agência de contratação de milhares de militantes aspones, a ilimitada utilização dos cartões de crédito corporativos para financiar saques e consumos ilegais e irresponsáveis – confidenciais – dos cúmplices do fascismo petista lotados nos podres Poderes da República, o financiamento bilionário da campanha eleitoral da presidente Dilma, a irresponsabilidade de bilhões gastos em projetos-PAC eleitoreiros, toda essa farra já mostra os sinais de esgotamento do poder público de gastar o dinheiro dos outros através da maior extorsão tributária do planeta tendo como resultado a falência econômica do país: estamos chegando ao limite da capacidade de distribuição do dinheiro dos contribuintes entre a máfia de corruptos e prevaricadores que toma conta do poder público.

O conflito entre a partilha individual do roubo dos contribuintes com a crescente quantidade dos que partilham o produto da extorsão da sociedade vai provocar, em breve, que as máfias da corrupção e da prevaricação comecem a brigar entre si.

Que todos entendam que os ovos da serpente do submundo comuno sindical não teriam explodido em milhares de filhotes, não fosse uma vergonhosa degeneração moral do poder Judiciário e a transformação do poder Legislativo em um Covil de Bandidos, lacaio do poder Executivo, sendo que os 41 responsáveis por essa vergonha estão à porta da absolvição pela prescrição de seus crimes, sendo que o chefe maior - o 41 - nunca mais terá sua responsabilidade trazida à tona para conhecimento público dos seus crimes de lesa-pátria.

O que está acontecendo no país nos últimos dez anos e a ascensão-tomada do poder pelo Retirante Pinóquio e, agora, por sua sucessora ex-terrorista são o resultado da Fraude da Abertura Democrática provocada pela ação de desgovernos civis corruptos cúmplices “prestadores de serviço” das oligarquias políticas prostituídas.

No apagar das luzes de nossas liberdades – com a definitiva humilhação das Forças Armadas – e no início de uma nova era de extorsão e perseguição dos que ainda acreditam na continuidade da luta por uma verdadeira democracia com a proteção de uma Justiça que mereça esse nome, fica a pergunta: - Por que os militares das Forças Armadas confundem respeito à hierarquia militar com respeito ao comando de bandidos ou de seus cúmplices?  - Respeito a uma falsa hierarquia que desrespeita a Constituição de forma sistemática, corrupção de comandantes militares, ou pura e simples covardia?!

A solução para o caos moral que toma conta do país é conhecida e factível. Falta apenas a coragem motivada pelo respeito à nossa pátria, à dignidade de nossa sociedade, e ao futuro de nossos filhos e de suas famílias.

Em outro tipo de sociedade os vermes da corrupção e da prevaricação que estão destruindo nosso país já teriam sido sumariamente eliminados, e não sistematicamente protegidos por um poder Judiciário lacaio do fascismo civil ditatorial comandado pela presidente Dilma.


Geraldo Almendra
03/04/2011





PERMISSÕES: Você está autorizado e incentivado a reproduzir, distribuir ou divulgar este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério, e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

Leia a Política de Comentários do Blog Leia os Termos de Uso do Blog


Geraldo Almendra


Avatar
GERALDO ALMENDRA, nascido em 01 de Dezembro de 1951, Economista, ocupou cargos gerenciais e executivos em empresas privadas durante mais de 25 anos. Atualmente é Professor de Matemática e reside em PETRÓPOLIS-RJ.