(Slides em breve)


Texto Áureo
E, então, será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca e aniquilará pelo esplendor da sua vinda." (2 Ts 2.8)

Verdade Prática
O Homem do Pecado, a encarnação máxima da maldade, será destruído por Jesus Cristo - o Homem Perfeito.

Leitura diária
Segunda - Ez 28.1-15: O chefe do Anticristo
Terça - 2 Ts 2.1-12: A natureza do Anticristo
Quarta - Ap 13.1-10: A ascensão do Anticristo
Quinta - 2 Ts 2.4: O auge do Anticristo
Sexta - Dn 9.27: O Anticristo e Israel
Sábado - Ap 19.20: A destruição do Anticristo

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
2 Tessalonicenses 2.1-15
1- Ora, irmãos, rogamo-vos, pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e pela nossa reunião com ele,
2- que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espirito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o Dia de Cristo estivesse já perto.
3- Ninguém, de maneira alguma, vos engane, porque não será assim sem que antes venha a apostasia e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição,
4- o qual se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus.
5- Não vos lembrais de que estas coisas vos dizia quando ainda estava convosco?
6- E, agora, vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado.
7- Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que, agora, resiste até que do meio seja tirado;
8- e, então, será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca e aniquilará pelo esplendor da sua vinda;
9- a esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais, e prodígios de mentira,
10- e com todo engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem.
11- E, por isso, Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira,
12- para que sejam julgados todos os que não creram a verdade; antes, tiveram prazer na iniquidade.
13- Mas devemos sempre dar graças a Deus, por vós, irmãos amados do Senhor, por vos ter Deus elegido desde o princípio para a salvação, em santificação do Espirito e fé da verdade,
14- para o que, pelo nosso evangelho, vos chamou, para alcançardes a glória de nosso Senhor Jesus Cristo.
15 - Então, irmãos, estai firmes e retende as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa.


HINOS SUGERIDOS: 20, 234, 495 da Harpa Cristã





OBJETIVO GERAL
Esclarecer que o Homem do Pecado é a encarnação máxima da maldade.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.

I - Apresentar o homem do pecado;
II - Revelar a missão do homem do pecado;
III - Apontar a destruição do homem do pecado.

• INTERAGINDO COM O PROFESSOR
A Bíblia fala de um indivíduo que será agente de Satanás para fazer o mal nos últimos dias. Sua identidade, natureza e missão opõem-se frontalmente a identidade, natureza e missão do Filho de Deus, Jesus. É verdade que o Anticristo há de se revelar plenamente num momento histórico de nossa era; entretanto, segundo a Palavra de Deus, também é verdade que seu "espírito " já opera no mundo. Os planos diabólicos do Anticristo já se encontram na Terra. É possível ver lampejos de suas influências no sistema religioso, sociocultural, político e econômico que dominam o mundo. Nossa postura, como cristão, é a de compreender essas coisas e aguardar com fé o arrebatamento da Igreja e a vinda gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

PONTO CENTRAL
O Homem do Pecado é a encarnação máxima da maldade.

INTRODUÇÃO
Nesta lição, trataremos de como nos últimos dias, um homem será usado por Satanás para afrontar a Deus e perseguir Israel - o Anticristo. Conhecido também como o Homem do Pecado, esse personagem maligno aparece, na Bíblia Sagrada, como o representante mais autorizado de Satanás. Não podemos ignorá-lo; temos de conhecer o seu caráter, missão e destino final.
Que este estudo nos ajude a precaver-nos contra o espírito do Anticristo, que já opera no mundo (1 Jo 4.1-3). Estejamos alertas. Mas não percamos o ânimo, pois o que está conosco, e em nós, é infinitamente mais poderoso. Aleluia!

I - O HOMEM DO PECADO
Neste tópico, enfocaremos a origem, os títulos e a natureza do Homem do Pecado.
1. Origem do Homem do Pecado.
Caim e Lameque, prefigurando o Anticristo, opuseram-se sistematicamente a Deus (Gn 4.1-10, 23,24). Ambos agiram como o Homem do Pecado, que há de aparecer tão logo a Igreja seja arrebatada (2 Ts 2.6,7). Nesse mesmo grupo, nomearemos o Faraó do Êxodo, o perverso Amã e o sanguinário Herodes (Êx 1.8-16; Et 3.1-6; Mt 2.13).
Desde os tempos bíblicos, muitos fizeram-se anticristos e dispuseram-se a perseguir a Israel e a Igreja do Cordeiro. Destes, citaremos apenas alguns - Nero, Hitler e Stalin - pois a lista é longa e enojadiça.
2. Títulos do Homem do Pecado.
O título principal deste personagem é "Anticristo" (1 Jo 2.18). O apóstolo João, sempre atento aos sinais dos tempos, soube como desmascarar os antecessores do Homem do Pecado; em seus dias, já não eram poucos.

No Apocalipse, o Homem do Pecado é descrito como a besta que sobe da terra (Ap 13.1). Se retroagirmos a Daniel, constataremos que o Anticristo é apresentado como o príncipe que há de vir (Dn 9.26). 0 Senhor Jesus, por sua vez, mostra-o como aquele que, desprezando o Pai e o Filho, aparece mentindo e enganando os incautos (Jo 5.43).
3. A natureza do Homem do Pecado.
O Homem do Pecado será de tal forma usado por Satanás, que chegará a ser confundido com este (2 Ts 2.9). Ele aparecerá como uma espécie de "ungido" do Diabo. E, na força do Maligno, realizará grandes sinais e prodígios, induzindo a humanidade a recepcioná-lo como se fosse o próprio Deus (2 Ts 2.4). Os que não tomarem parte no arrebatamento da Igreja serão obrigados a prestar-lhe honras e adoração (Ap 13.4). Nele, a possessão satânica será plena.

SÍNTESE DO TÓPICO I
O principal título do homem do pecado é "anticristo", ele aparecerá como "ungido" do Diabo.

SUBSÍDIO DIDÁTICO-PEDAGÓGICO
Inicie a aula desta semana desafiando os alunos a identificarem a origem do Anticristo, os títulos que a Bíblia lhe dá e sua natureza. Esse momento é importante para verificar a perspectiva dos alunos quanto a este personagem tão enigmático da Bíblia. Após observar as reações deles quanto a identificação do Anticristo, exponha integralmente este tópico, alertando-os de que não cabe a nós cunhar a identidade do Anticristo em pessoas históricas. Infelizmente, crentes sinceros já cometeram equívocos em identificarem o Anticristo com líderes políticos e religiosos do passado e do presente. Fazer esses tipos de acusações depõe contra a seriedade do assunto bíblico. O Anticristo será um ser histórico, e literal, mas a nós não cabe o anseio de identificá-lo. Afinal de contas, a nossa esperança é não vê-lo, mas ver a Cristo por ocasião do arrebatamento da Igreja.

II - A MISSÃO DO HOMEM DO PECADO
A missão do Homem do Pecado será quádrupla: opor-se metodicamente a Deus, a Israel, a Cristo e à Igreja.
1. Opor-se a Deus.
Satanás não ignora este fato: jamais logrará derrotar a Deus (Jó 42.2). Por essa razão, volta-se contra todas as obras divinas. Ele tenta impedir, prioritariamente, o Evangelho de Cristo de alcançar os confins do mundo, para que o Reino dos Céus jamais se instale na Terra. Ferozmente, opõe-se a Deus, aos santos anjos, à Igreja, a Israel e aos redimidos do Cordeiro (Dn 10.13-21; 1 Ts 2.18; Ap 12.10,11,13-17).

Mantenhamo-nos vigilantes. Oremos e Vigiemos. De nosso Deus temos a promessa: "E o Deus de paz esmagará em breve Satanás debaixo dos vossos pés. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja convosco. Amém!" (Rm 16.20).

2. Opor-se a Israel.
Através de seus anticristos, o Diabo vem reunindo todos os esforços para destruir Israel quer física quer espiritualmente (Êx 1.8-22; Ap 2.14). O que dizer da destruição em massa dos judeus durante a Segunda Guerra Mundial? Nesse período, mais de seis milhões de pessoas foram brutal e covardemente assassinadas.
Na Grande Tribulação, o Homem do Pecado perseguirá implacavelmente os judeus, para aniquilá-los de uma vez por todas (Ap 12.17). Mas, quando Jesus Cristo retornar em glória, todo o Israel será salvo (Rm 11.26).
3. Opor-se a Jesus Cristo.
No que concerne ao Filho de Deus, a missão do Homem do Pecado é dupla: opor-se a Cristo, e colocar-se no lugar de Cristo, como se ele (o Anticristo) fosse o verdadeiro messias e salvador do mundo (Mt 24.5,23,24). Leia com atenção Ap 13.
No início, tentou matar fisicamente o Filho de Deus (Mt 2.13). Depois, procurou enredá-lo na tentação do deserto (Mt 4.1). E, finalmente, reuniu todos os seus recursos "teológicos" para destruir a genuína cristologia - o estudo da vida e da obra de Cristo (1 Jo 4.2,3).
O Homem do Pecado nega tanto a humanidade como a divindade de Nosso Senhor. Quanto a nós, professaremos audaciosamente que Jesus Cristo é Verdadeiro Homem e Verdadeiro Deus. Aleluia!
4. Opor-se à Igreja.
O Homem do Pecado opõe-se impiedosamente aos discípulos de Jesus Cristo (Jo 15.18,19). Ele sabe como usar o sistema mundano contra a Igreja. Mas, consolemo-nos, pois o que está em nós é mais poderoso que o Maligno (1 Jo 4.4). Não temamos, pois, o que nos pode matar o corpo, mas nada pode fazer quanto à nossa alma (Mt 10.28).

SÍNTESE DO TÓPICO II
A missão do homem do pecado passa pela oposição a Deus, a Israel, a Jesus Cristo, à Igreja.

SUBSÍDIO TEOLÓGICO
"O apóstolo Paulo tinha de lidar com falsos mestres que diziam que o Dia do Senhor já tinha chegado (2 Ts 2.2 - NVI). Os tessalonicenses tornaram-se inquietos e alarmados porque esses mestres, segundo parece, negavam a volta literal do Senhor e 'nossa reunião com ele’ no arrebatamento (2.1). Obviamente, já não se encorajavam uns aos outros de maneira que Paulo lhe ordenara (1 Ts 4.18; 5.11). Por isso, Paulo explicou que aquele dia não viria 'sem que antes venha a apostasia e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição’ (2 Ts 2.3). Isto é: essa apostasia e a revelação do Anticristo seriam as primeiras coisas a acontecerem no Dia do Senhor. Assim não aconteceria enquanto 'o mistério da injustiça' estivesse refreado (2 Ts 2.7). Posto que tais coisas ainda não era chegado, e ainda podiam eles encorajar-se uns aos outros com a esperança certa de serem arrebatados para encontrar-se com o Senhor nos ares” (HORTON, Stanley (Ed.). Teologia Sistemática: Uma Perspectiva Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, p.636).

Ill - A DESTRUIÇÃO DO HOMEM DO PECADO
Vejamos, agora, a ascensão, o auge e a ruína do Homem do Pecado. Ao contrário do Reino de Jesus Cristo, o império de Satanás não é eterno, mas temporal e efêmero.

1. A ascensão de seu império.
Tão logo a Igreja seja arrebatada. Deus permitirá que Satanás, através de seus dois escolhidos - a Besta e o Falso Profeta -, reine absolutamente por três anos e meio (Ap 13.5). O primeiro será um agente político, e o segundo um delegado religioso.
2. O auge de seu império.
O Homem do Pecado, no auge de seu poder, dominará tanto a economia quanto a religiosidade humana, agrupando todas as coisas sob o seu comando (Ap 13.7,8,16-18). O seu governo, a princípio, será aceito por todos sem qualquer contestação (Ap 13.4).
3. A ruína de seu império.
Passados os três primeiros anos e meio de seu governo, o Anticristo começará a experimentar a ira do Cordeiro de Deus. Sua ruína ocorrerá no auge de sua administração (1 Ts 5.3). E, depois que todas as pragas se abaterem sobre o seu reino, será ele, juntamente com o Falso Profeta, lançado no lago de fogo, para onde será jogado também, após o Milênio, o arqui-inimigo de Deus - Satanás (Ap 19.20; 20.10).

SÍNTESE DO TÓPICO III
O império do anticristo fará com ele domine a economia e a religiosidade humana, mas será destruído pela ira do Cordeiro de Deus.

SUBSÍDIO TEOLÓGICO
"Esse número é identificado como 666 [o nome da besta, ou o número do seu nome], número este que tem dado origem a muitos tipos de especulação, mas 'é número de homem [de um ser humano]', de modo que, dalguma maneira, é identificado com o fato de que o Anticristo alega ser Deus mas é realmente mero homem. Por esses meios, ele conseguirá o controle econômico e se tornará ditador do mundo inteiro. Mas não conseguirá impedir a queda do sistema mundial babilônico e o total colapso econômico do mundo (Ap 18.1-24). E depois, no fim da Grande Tribulação, comandará exércitos de muitas nações arregimentados por Satanás, em Armagedom. É então que Jesus o 'desfará pelo assopro de sua boca e o aniquilará pelo esplendor de sua vinda' (2 Ts 2.8). Esse acontecimento é retratado poderosamente em Daniel 2.34,35.44,45 e Apocalipse 19.11-21. Seu destino final será ‘no ardente lago de fogo e de enxofre' (Ap 19.20)" (HORTON, Stanley (Ed.). Teologia Sistemática: Uma Perspectiva Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, p.637).

CONCLUSÃO
O Homem do Pecado será o ser humano mais iníquo, mau e blasfemo de todos os tempos. Em termos de maldade, quer essencial, quer formal, será ele superado apenas por Satanás. Aparelhado pelo Diabo, há de se levantar contra a criação e contra o próprio Criador.
No entanto, ele não irá adiante, pois o Senhor Jesus Cristo o destruirá com o sopro de sua boca (2 Ts 2.8). Ninguém pode resistir ao Cordeiro de Deus, porque Ele é o Leão da Tribo de Judá - o Rei dos reis e Senhor dos Senhores. Glória a Jesus!

PARA REFLETIR
A respeito de "O Homem do Pecado", responda:
• Quem é o Homem do Pecado?
O Anticristo.
• Que nomes o Homem do Pecado recebe?
A besta que sobe da terra (Ap 13.1), o príncipe que há de vir (Dn 9.26) e aquele aparece mentindo e enganando os incautos (Jo 5.43)
• Por que o Homem do Pecado é chamado de Anticristo?
Porque o Anticristo opõe-se a Cristo, como se ele (o Anticristo) fosse o verdadeiro messias e salvador do mundo (Mt 24.5,23,24).
• Qual é a missão do Homem do Pecado?
Porque o Anticristo opõe-se a Cristo, como se ele (o Anticristo) fosse o verdadeiro messias e salvador do mundo (Mt 24.5,23,24).
• Qual é o destino final do Homem do Pecado?

Ser lançado no lago de fogo.


Lições do 1º trimestre de 2020 – Claudionor de Andrade

Claudionor de Andrade


Avatar O comentarista do trimestre é o pastor Claudionor de Andrade. Ele é Consultor Teológico da CPAD, membro da Casa de Letras Emílio Conde, teólogo, conferencista, Comentarista das Revistas Lições Bíblicas da CPAD e autor dos livros “As Verdades Centrais da Fé Cristã”, “Manual do Conselheiro Cristão”, “Teologia da Educação Cristã”, “Manual do Superintendente da Escola Dominical”, “Dicionário Teológico”, “As Disciplinas da Vida Cristã”, “Jeremias – O Profeta da Esperança”, “Geografia Bíblica”, “História de Jerusalém”, “Fundamentos Bíblicos de um Autêntico Avivamento”, “Merecem Confiança as Profecias?”, “Comentário Bíblico de Judas”, “Dicionário Bíblico das Profecias” e “Comentário Bíblico de Jó”, dentre outros títulos da CPAD.